Apprendre le francais a travers la culture francaise !
 
prev next

Deixe a música tocar!

June 20th, 2012 general

Na época da “Fête de la Musique”, dia  21 de junho, BIEN-DIRE faz você descobrir alguns artistas da música francesa.

Certos cantores atravessaram as fronteiras hexagonais para fazer fama no exterior, mesmo cantando em francês!

ZAZ

Essa cantora de 32 anos conheceu o sucesso europeu com seu primeiro álbum “ZAZ “. O álbum vendeu mais de um milhão de copias em mais de vinte países.  A voz grave e brincalhona de Isabelle Geffroy (verdadeiro nome de ZAZ) se mistura a uma música que alterna entre o  swing, soul e variedades francesas. SANS TSU TSOU, seu segundo álbum, saiu em 2011 e é como o primeiro, cheio de energia e diversidade musical. www.zazofficial.com

 

Yelle

Esse grupo electro-pop, original da Bretagne, já possui dois álbuns a seu favor:  POP-UP e SAFARI DISCO CLUB, que conquistaram os países anglo-saxons. www.yelle.fr

 

Ben l’Oncle Soul

Seu look dos anos sessenta agrada à França, mas também a outros países da Europa, onde ele fez numerosos concertos.

Suas canções ritimadas pelo  soul ( de onde veio seu nome!)  se encontram no LIVE PARIS, um álbum que saiu em 2011, depois de uma turne que atravessou toda a França. Um ritmo a se descobrir. www.benlonclesoul.com

 

 

Três nomes seguros na França

Muitas vezes referida como os principais pilares da canção francesa, cada um desses álbuns, desses cantores, é um sucesso. O segredo: uma personalidade e um estilo que conquistaram por muito tempo o coração de um público fiel.


Yannick Noah

Antigo jogador de tênnis, ele se volta para a sua outra grande paixão, a música, no ínicio dos anos 80. Sua voz quente e suas músicas altruistas nós levam em uma viagem no tempo de um álbum. O dinamismo e a generosidade  de Yannick Noah são uma casa cheia durante os seus concertos. Em 25 de setembro ele  lotou o Stade de France para uma apresentação excepcional, com oitenta mil espectadores. Cantor engajado, ele abre várias instituições de caridade e começa um “tour carcerário”, em 2010, uma série de concertos gratuitos nas prisões em toda a França. Esta generosidade valeu-lhe a personalidade do favorito dos franceses durante vários anos.

Christophe Maé

2007  foi o ano de sua consagração. Seu primeiro álbum, MON PARADIS, fez nascer vários sucessos como  BELLE DEMOISELLE ou PARCE QU’ON NE SAIT JAMAIS.Desde então, é um dos queridinhos do francês (particularmente francesa) entre outros cantoree. Seus álbuns ON TRACE LA ROUTE de 2010 e ON TRACE LA ROUTELIVE de 2011 andaram muito bem por causa das músicas  DINGUE, DINGUE, DINGUE, JE ME LÂCHE ou J’AI LAISSÉ. Seu bom humour e seu espírito são contagiosos no palco.  www.christophe-mae.fr

Francis Cabrel

Este compositor faz parte da palco francês há trinta anos. Não gostando nem de aparelhos de televisão, nem de as eventos sociais, ele só deixa sua pequena aldeia Astaffort para apresentar um novo álbum ou defender boas causas, como cantar um voluntário para Les Restos du coeur. Álbum após álbum, ele toca sua platéia com a música com os textos fortes. Poeta comprometido ou trovador dos tempos modernos, ele retrata nossas sociedades e nossos sentimentos sempre no tom justo. Desde DES ROSES ET DES ORTIES, seu álbum de maior sucesso lançado em 2008, os fãs esperam o próximo capítulo. www.franciscabrel.com

 

 

Três amores a primeira vista..


Thomas Dutronc

Nascido em 1973, Thomas Dutronc é filho de Françoise Hardy e Dutronc Jacques, conhecidos cantores dos anos sessenta. Quando menino, Thomas Dutronc descobriu a música de Django Reinhart, que o fez querer aprender a tocar guitarra jazz. Muito talentoso, ele trabalhou pela primeira vez com seu pai, em seguida, começou a escrever para outros artistas como Henri Salvador. Em 2007,  sua música J’AIME PLUS PARIS  o fez conhecido do grande público e seu álbum COMME UN MANOUCHE SANS GUITARE conheceu um sucesso merecido. As músicas desse álbum tem sonoridades de jazz, misturadas com textos críticos e bem-humorado. Resultado: esse álbum otimista vendeu cinco mil exemplares.

Em 2011, forte reconhecimento do público e dos seus pares, Thomas Dutronc voltou comSILENCE, SILENCE, ON TOURNE EN ROND. Este segundo álbum transpira um ambiente mais íntimista, e a música  ser menos o estilo de jazz cigano para se fazer mais pop. A voz de veludo ainda existe, o humor dos textos também, embora sejam um pouco menos pesquisados do que o primeiro álbum. www.thomasdutronc.fr

 

Tryö

Esse grupo foi criado em 1995. O ínicio foi nos bares e nas pequenas cenas francesas. Graças ao boca a boca, ele conseguiu ao longo nos anos atingir o grande público. O segredo de Tryö ? Misturar uma música festiva e colorida às letras engajadas. Na verdade, o grupo está preocupado com a ecologia (ele está envolvido ativamente com o Greenpeace), e na anti-globalização. Ele se  revolta facilmente  contra  autoridade estabelecida. Ele também defendeu o livre-arbítrio e o direito de diferença.

 

Sua abertura para o mundo se reflete na música. Ska-reggae, mas também influencia indiana, africana e da América do Sul são encontradas em suas músicas, como o álbum CE QUE L’ON SÈME. Em 2012 eles retornam com um novo álbum. Generoso com o público, os quatro membros da banda Tryo são algo que vale a pena descobrir no palco.

Uma tourne esta prevista por toda a França entre outubro e dezembro de 2012 e os lugares já podem ser reservados no site www.tryo.com. Importante: o grupo recomenda  a utilização de transportes públicos para ir aos seus shows.

 

Amélie-les-crayons

Esse grupo, formado pela cantora Amélie e dois musicos, misturam teatro e musica. Nada de surpreendente, já que a cantora seguiu uma formação  em artes dramáticas e de teatro de rua antes de se meter a escrever canções em 1999. Cada lançamento de álbum acompanha um novo espetáculo com um universo de imagens e personagens bem particulares. Flauta, piano, clarinete, mandoline, bateria e guitarras servem de textos as vezes engraçados ou melancólicos.

No palco ou nos seus clipes, Amélie-les-crayons lembra Amélie Poulain e  Não somente por causa do seu tipo físico. Como no filme, você será transportado para um universo um pouco magico de cada canção. O novo álbum do grupo deve sair em setembro de 2012 e terá as viagens e o oceano como fio condutor.  www.amelielescrayons.com

 

 

Esse artigo nos foi proposto pela  éditions entrefilets e nós lhe convidamos a descobrir os outros artigos de qualidade na revista biendire desse mês

 

VN:F [1.9.7_1111]
Donnez votre avis !
Rating: 5.0/5 (1 vote cast)

Deixe a música tocar!, 5.0 out of 5 based on 1 rating
 


   Laisser un commentaire web 2.0



Plus de commentaires sur ce post.



Partagez !


Escolha a sua língua



Títulos


ZigZag vous invite à utiliser la langue française comme un passeport ouvrant les portes de l’ailleurs

Partenaire

Bien Dire - Magazine pour apprendre le Français

Azurlingua Culture recommande l'utilisation du magazine Bien Dire pour Apprendre le Français.

Apprendre le Français avec Bien Dire

COMUNIDADE AZURWORLD

-->